Você empreendedor - Seu 1º passo é alimentar o conhecimento Quero Vencer!
Negócios em Família

Negócios em família – uma opção

“Negócios em família” é uma questão chave para quem está pensando em empreender.

Neste artigo eu vou descrever como é a prática de se trabalhar em família.

Você já pensou em conviver diariamente com a sua família, no melhor e no pior? Claro, você já faz isso em casa, mas e no trabalho?

Para quem está começando a minha sugestão é de empreender em família.

A união faz a força.

No início de um negócio de pequeno porte vão haver deslizes naturais de aprendizagem e que são necessários para capacitar os empreendedores de primeira viagem.

Em tempos de crise, eu prefiro trabalhar com a minha família do que contratar funcionários pela CLT. A legislação trabalhista brasileira na minha opinião é uma vergonha.

Eu sei que este comentário é polêmico, se você concorda ou discorda deixe o seu comentário neste artigo.

Mas os negócios em família fortalecem uma cultura voltada para resultados, os membros estarão engajados do início ao final do dia em busca das melhorias constantes. O nível de dedicação em uma empresa que está começando é determinante para o sucesso.

Negócios em família – o pior e o melhor:

O melhor de se trabalhar em família é o envolvimento dos colaboradores e a perspectiva de que um futuro melhor está por vir.

O pior de se trabalhar em família é de que as crises de um negócio podem impactar nos relacionamentos pessoais.

Saiba mais: Empresas Familiares [ artigo ]

A questão é de que, fatalmente as empresas passarão por crises, e estar ao lado das pessoas que você ama e que confia, tornam as dificuldades menos complexas. Em momentos de crise, a família pode representar o seu porto seguro.

Se os relacionamentos são frágeis, isso pode tornar-se um grande problema, mas se estes relacionamentos são verdadeiros e transparentes, você tem uma oportunidade gigantesca de sobreviver em meio ao caos.

Trabalhar em família é uma opção.

Aqui, eu estou falando de minha experiência prática. Conte com a sua família para começar o negócio, assim você não se preocupa com a burocracia inicial e concentra seus esforços no negócio. Os membros da família serão “coringas” ao longo da sua jornada.

Ninguém vai reclamar de trabalhar a mais sem ser pago por isso, ninguém vai abandonar o posto de uma hora para outra. No início do negócio, você vai precisar de força, disposição, senso de proteção e principalmente de pessoas em que confia e quando a coisa aperta, sempre, a família estará ao teu lado.

Saiba mais: Empresas Familiares [ artigo ]

Na hora do pior, um ajudará o outro, e esta ajuda é importante pela manutenção e sobrevivência do negócio.

Um negócio em família funciona muito bem quando um dos membros é sênior e gerencia os conflitos existentes, garantindo a unidade.

O tipo de regra para a família é diferente do tipo de regra para colaboradores CLT, a regra da família é mais flexível. Isso serve para as horas a mais durante o expediente e também para folgas quando for necessário.

É mais fácil de mensurar a diferença que a família faz nos negócios em momentos de crise do que em momentos de prosperidade. Na prosperidade, toda a empresa está envolvida na causa e os problemas não ficam tão evidentes. Na crise, você tem muitos abandonando o barco para resolverem seus próprios problemas.

Este artigo é uma visão muito particular, e eu realmente gostaria de compartilhar com você. Aplique à sua maneira.

Ah, faça um curso gratuito online sobre este assunto: Curso Grátis Online [ Negócios em Família ]

Um abraço e até a próxima.