Você empreendedor - Seu 1º passo é alimentar o conhecimento Quero Vencer!

Ponto comercial – como escolher o seu sem pagar mico

Escolher o ponto comercial é uma tarefa que exige conhecimento.

Pode parecer simples, mas tenho certeza que na medida em que começam as buscas, maior será o seu sentimento de que não existe o tal ponto ideal para seu negócio.

A procura de ponto exige: calma, perseverança, visão de oportunidade e principalmente de condicionamento. Você vai precisar treinar a sua cabeça para esta busca, que muitas vezes torna-se a primeira barreira para o empreendedor de primeira viagem.

Eu já paguei muitos micos escolhendo pontos comerciais.

A questão mais importante para esta pergunta é: o ponto comercial é determinante para o sucesso de seu negócio?

Este artigo é para quem quer valorizar o seu dinheiro, sem pagar mico.

Aqui, quero falar com aqueles em que o ponto comercial NÃO é determinante para o negócio. Ou seja, operações de distribuição e de delivery.

Muitas vezes fui seduzido à validar pontos comerciais sem nenhuma condição de garantir viabilidade financeira para um parceiro de negócios. Quem está à procura de um ponto para instalar um negócio não percebe que este tipo de tomada de decisão irá impactar no longo prazo do negócio.

Escolher o ponto comercial requer paciência e disposição de procura além disso, sugiro para o empreendedor iniciante:

1. Fuja das propostas de baixo aluguel em troca de reformas estruturais;

Um imóvel que requer reformas é um grande e desconhecido mundo para quem está começando, não entre nessa. Simplifique a sua vida sem depender de uso de recursos já no início.

2. Priorize imóveis com baixa necessidade de reforma;

Faça as adequações mínimas no imóvel, valorize o seu dinheiro, você poderá precisar para o giro do seu estoque.

3. Não pague luvas ou valor de ponto comercial em hipótese alguma;

O pagamento de luvas ou ponto comercial é um “ativo” que não tem valor algum, pense única e exclusivamente em valorizar o que é o seu foco.

4. Fuja dos shoppings;

Os custos em shoppings são duríssimos para o empreendedor de primeira viagem. Além disso, é comum que ao terminar o ano você ainda tenha que pagar o “décimo terceiro” aluguel. Incrível não?

5. Lembre-se que você está começando um negócio, fazer bonito é ter dinheiro para pagar suas contas;

Seja simples, não ostente.

6. Faça a procura do ponto comercial à pé;

Ir de carro é o padrão, ir à pé, é conhecer os detalhes da realidade no entorno de seu negócio.

7. Identifique bons pontos que estão sem placa, faça a pesquisa com os vizinhos;

Os vizinhos são um ótimo indicativo sobre as condições de segurança da região, além disso conhecem exatamente as características dos consumidores locais.

Bons pontos comerciais são fruto de um trabalho vencedor do empreendedor, você faz um bom ponto comercial com o tempo, estimulando que os clientes conheçam a região e o local.

A minha recomendação é de que para negócios de delivery você não vai precisar de arquiteto, além disso, não invista em fachada, inicie apenas com o delivery e use o seu espírito de vendas da porta pra rua.

Para cada cliente que pode visitar a sua loja, há outros noventa e nove que podem comprar mas não o farão.

Um bom ponto comercial é aquele em que você consegue pagar com o movimento das suas vendas.

IMPORTANTE: procure pontos comerciais em locais bem iluminados, e reforce a segurança sempre que possível, colocando câmeras de vigilância, cercas e alarmes. Isso não vai afastar o bandido de seu negócio, mas vai dificultar a escolha pelo seu negócio.

Faça contratos de 36 meses, porém, se você ficar mais de 12 meses, normalmente não há multas após o aviso prévio de 30 dias. Neste período você sabe que o aluguel não poderá ser reajustado acima do índice previsto em contrato.

Entenda que o imóvel comercial não é a sua casa, você precisa investir o mínimo possível e caso a sua operação cresça, não há problema algum de mudar de ponto tempos depois.

Ao escolher o ponto comercial, procure um contador próximo para auxiliar na validação do ponto junto aos órgãos competentes. Não se preocupe, não é tão difícil assim. Reforce, que sua operação não tem atendimento ao cliente no balcão, que é uma operação de delivery, assim você se livra de reformas estruturais que acreditem: são muitas vezes absurdamente desnecessárias.

Você não precisa ter estacionamento para clientes, eu sei que imóveis com estacionamento são mais caros, como a sua operação é de delivery, você precisa de um local que tenha facilidade para a mobilidade de entrada e saída de motos.

Seja esperto, não tenha vergonha da sua nova empresa. É o início, você não vai receber visitas, não seja bobo.

Algumas dicas que descrevi acima, espero que sirvam para você.

Se tiver algum comentário ou complemento ao que eu indiquei, fique à vontade para usar a área abaixo.

Um abraço e até a próxima.